“É muito difícil se o abusador tem cara de príncipe,” diz Mayra Cardi

Dias após expor seu relacionamento com Arthur Aguiar, Mayra Cardi usou suas redes sociais neste domingo (28) para falar sobre relacionamentos tóxicos e abusivos. Em formato de IGTV, a coach usou o espaço para esclarecer algumas dúvidas a respeito do que são ambos. No sábado (26), o ex-marido se defendeu das acusações da coach sobre o fim do casamento entre eles.

“Muitos abusadores não sabem que são abusadores, porque nem sabem que estão em uma relação abusiva, porque ela começou muito tempo antes, quando esse excesso de machismo, de desejo, de querer, de castrar a vontade e o desejo da mulher começou a existir,” disse Mayra. “Para você estar em um relacionamento abusivo, você só precisa ser uma pessoa e estar sendo manipulada, enganada, sob mentiras, sob pressão, sob o desejo do outro a qualquer custo”.

“É muito mais fácil quando o abusador vem com cara de monstro, te estuprando, ou te batendo, assim fica mais fácil de identificar, e talvez fique mais fácil de correr também. Mas é muito difícil quando o abusador vem com cara de príncipe, com cara de coitadinho (…) Aos pouquinhos você vai, não só caindo nos encantos, mas deixando de ser você, perdendo a sua personalidade, caindo cada vez mais nas mentiras, nas manipulações, nos quereres, e deixa de querer o que você gosta, quem é você, os seus amigos, deixa de ser quem você é, simplesmente para fazer a vontade dele, do jeito dele, imposta por ele, e com as mentiras dele,” continuou.

Mayra passou a dar exemplos sobre um parceiro que controlava amizades, escolhas de roupas e decisões no geral. “A chantagem emocional pode ter várias coisas envolvidas: a família, os filhos, os valores… ‘Como é que vai ser a sua vida sem mim?’, ‘Eu vou te deixar se você fizer isso’, ‘Assim para mim não funciona’. E aí fica aquela manipulação e chantagem emocional sendo regada pelas mentiras e pelas manipulações diárias”.

“E também tem o relacionamento abusivo em que você pede para a pessoa mentir para você, que você está louca para acreditar. A pessoa te trai, ela cria a imagem de um marido perfeito, de um pai perfeito, e aí você descobre as traições e aí ela chora, diz que vai mudar, que não entende porque te faz sofrer… e você também chora, porque você ama muito. E exatamente por você amar muito que você está em um relacionamento abusivo. Sim, você ama o seu abusador e é exatamente por isso que se chama uma relação abusiva: você não está amarrada, você não está presa e você não quer terminar “, continuou.

“E aí a hora que você menos esperar, você não é mais você: você não usa mais as suas roupas, você não tem mais os seus amigos, você nem tem mais as senhas dos seus celulares, e-mails ou conta bancária só para você. Tudo é dele”, disse, usando exemplos também daquilo que já havia falado no primeiro vídeo em que publicou quando denunciou a sua experiência em um relacionamento abusivo. “Isso se chama relação abusiva: quando você não é capaz de sair, mesmo quando você está infeliz, mesmo já não sabendo quem é você mesma”, disse.

“Muitas vezes as pessoas não entendem: ‘Mas eles eram tão felizes, ele falava tão bem dela, ela falava tão bem dele. Do nada mudou?’ Não, não é que do nada mudou, talvez do nada você teve coragem de falar aquilo que estava na sua frente, na sua cara, e você não via, de falar aquilo que estava entalado e você não conseguia. Tinha medo, medo da manipulação, do abuso, de se perder, de perder tudo aquilo que encantadoramente ele manipulava e dizia que você não podia perder”.

E finalizou: “Infelizmente, existem milhões de pessoas sendo abusadas diariamente e não sabem. E o abusador ainda tem a coragem de dizer: eu não sou abusador”.

https://istoe.com.br

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar