Morre professora condenada por estupro de aluno de 13 anos, com quem se casou

Mary Kay Letourneau, professora de Seattle (EUA) condenada em 1997 por ter estuprado um aluno de 13 anos, com quem viria a se casar, morreu na última segunda-feira (6/7), vítima de câncer, aos 58 anos, de acordo com a CNN.

O caso é um dos mais conhecidos nos EUA envolvendo relação sexual ilegal entre professora e aluno. Quando o relacionamento começou, em 1996, Mary Kay, então com 34 anos, era casada e tinha quatro filhos. Grávida, ela se declarou culpada de ter abusado sexualmente de Vili Fualaau.

A professora passou sete anos presa. Antes disso, porém, ela deu à luz a primeira filha do casal.

Mary Kay Letourneau e Vili Fualaau se casam em cerimônia televisiva
Mary Kay Letourneau e Vili Fualaau se casam em cerimônia televisiva Foto: Reprodução

Após ser solta, em 2004, Mary Kay se casou um ano depois com Vili, com o fim da ordem de restrição imposta pela Justiça A cerimônia para 250 convidados foi transmitida por uma TV. O casal recebeu um cachê, de acordo com o “Washington Post”. Eles tiveram duas filhas: Audrey, de 21 anos, e Georgia, de 20, nascida em penitenciária. Em 2017, eles anunciaram o divórcio.

Mary Kay Letourneau e Vili Fualaau
Mary Kay Letourneau e Vili Fualaau Foto: Reprodução/Facebook

No último mês de vida, Mary Kay ficou acompanhada de Vili 24 horas por dia. Ela não tinha mais contato com a sua primeira família.

A história de “amor proibido” teve grande repercussão dentro e fora dos EUA. O caso virou livro e filme para a televisão dos EUA. com EXTRA

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar