Relaxa e goza! Mara Maravilha, Cleo e outras dizem: fariam publi de vibrador?

O ano de 2020 está sendo o da quebra de tabus. E já era tempo, né? O assunto sexo, que vinha sendo amplamente discutido nas redes sociais, ganhou ainda mais força na pandemia. Um dos motivos é o crescente movimento de emancipação feminina. Tanto é assim que, segundo levantamento feito pelo MercadoErótico.Org, o Brasil bateu a marca de mais de 1 milhão de vibradores vendidos na quarentena. Não era para menos, né? Diante do cenário atual, o brasileiro precisa mesmo de um pouco de consolo.

Logo no início da pandemia, Clarice Falcão foi questionada por um de seus seguidores: “Como as pessoas vão sair para dar na quarentena?”. Bem direta, a cantora respondeu com uma foto segurando seu “brinquedo”.

Mas o que não sai da cabeça desta coluna é: será que as famosas fariam “publi” do brinquedinho erótico?

A atriz Cleo vem inspirando muitas mulheres em suas redes sociais ao levantar questões como pressão estética, autoaceitação e feminismo. E, como era de se esperar, ela diz que não teria problema nenhum em fazê-lo. “Então, eu nunca fiz publi assim. Mas também não teria problema em fazer se tivesse a fim. Eu acho que temos mais é que normatizar a sexualidade feminina mesmo, falar sobre liberdade sexual, quebrar esse tabu”, reforçou a artista.

Gracyanne Barbosa, a musa fitness que parou a internet nessa quarentena em live com seu marido, Belo, e Kelly Key, em que Kelly dava dicas de como fazer um bom sexo anal – esse é o EAD que queremos, não é mesmo? – disse: “Nunca fiz (publi do produto). Claro que faria, não vejo problema algum em divulgar um pouco desses amigos íntimos. Um vibrador é muito melhor do que um macho escroto. Não acha?”.

“Até meu consolo já ficou sem bateria, quem diria”, diz a letra de Mc Rebecca. A voz de hits, como Cai de Boca, é famosa pelas letras empoderadas. Ela também contou à coluna se faria ou não publicidade do brinquedinho. “Não fiz, não, mas interessados favor mandar um e-mail para projetos@k2l.com.br (risos)”, brincou a cantora. Rebecca, inclusive, lançou recentemente um EP batizado como Carentena, que tem 4 faixas, todas com tema sexo e quarentena.

Mara Maravilha, procurada por esta coluna, negou que faria algo do tipo. “Não! Mande mil lembranças pra Léo, esse assunto não me interessa”, disse ela, rindo.

E a Mulher Melão, que nunca nos decepciona, avisa que se fosse fazer propaganda do negócio cobraria um cachê mais alto. “Ainda não fiz publi de vibrador. Mas gosto muito do negócio (risos), tem um que comprei recentemente que me leva às alturas. Vibrador é vida, e quem tem um não fica mal-humorada. Nunca pensei em valor para isso, mas como é algo sexual, pediria mais para anunciar, sim”, ressaltou.

A apresentadora Sabrina Sato disse nunca ter feito a publi, mas afirmou que é adepta ao uso do brinquedinho. E ainda indicou o item como um ótimo presente. Nunca errou, né? “Léo, nunca fiz publi de vibrador. Mas já comprei, já ganhei de amigas e já presenteei também. (risos) Presente ótimo para ganhar e dar. A gente falou sobre ele no ‘Cada Um No Seu Banheiro’ com a Ju Paes e a Ingrid Guimarães”, relatou a apresentadora.

A coluna aguarda, ansiosamente, as publis. E, lembra, goze-se. Com Metrópoles

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar