Homem é espancado até a morte após aparecer como suspeito no “Cidade Alerta”

Um homem foi brutalmente assassinado na segunda-feira (13), na cidade de Salto (SP), horas depois de ter sido apontado como suspeito de um assassinato durante o programa “Cidade Alerta”, da TV Record.

O programa policialesco transmitiu uma longa reportagem sobre o assassinato da jovem Priscila Martins, de 18 anos. Durante a transmissão, o apresentador Luiz Bacci informou que a polícia já tinha um suspeito, mas ainda não o havia detido. O programa, então, exibiu uma imagem borrada do homem.

“Ainda não temos autorização para mostrar sem esse borrão. Mas quem conhece esse homem já passa informações para a polícia. Quem é amigo desse homem sabe quem é”, disse Bacci.

Bacci pediu: “Sabe alguma coisa dele? Sabe onde mora? Não tome você alguma medida já procurando ele direto. Não se arrisque. Conte para a polícia”.

O boletim de ocorrência registra que o filho da vítima contou que após a exibição da reportagem do “Cidade Alerta”, “alguns moradores daquela comunidade, bem como outros desconhecidos, estiveram em sua casa e chamaram seu pai para conversar”. Na sequência, seu pai foi levado para local desconhecido.

Ainda segundo o relato do boletim de ocorrência, os próprios autores do crime divulgaram fotos de seu corpo em redes sociais e aplicativos de mensagens.

Questionado pelo portal UOL sobre a razão de o “Cidade Alerta” ter divulgado a imagem do suspeito sabendo que ele poderia ser reconhecido, a Record disse que “entre amigos, familiares, testemunhas e moradores da região de Salto, todos já sabiam quem era”. Com DOL

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar