Homem é morto a tiros após ser exibido como suspeito de crime no Cidade Alerta da Record TV

Um homem investigado no desaparecimento de uma jovem de 18 anos foi retirado de casa e executado em uma área de mata por um grupo de moradores em Salto (SP). O linchamento de Alecio Ferreira Dias, de 41 anos, ocorreu após o programa Cidade Alerta, da Record TV, apresentar ele como suspeito do sumiço de Priscila Martins. As informações são do G1.

Durante a exibição do caso no “Cidade Alerta”, o programa mostrou uma foto do suspeito com o rosto borrado. O apresentador Luiz Bacci informou que a polícia já tinha um suspeito, mas ainda não o havia detido e afirmou que quem o conhecia saberia identificá-lo. Alecio teria sido a última pessoa a ser vista com Priscila, que oficialmente está desaparecida.

“Por favor, não façam justiça com as próprias mãos. Até porque ele é investigado”, pediu Bacci no programa. No entanto, antes de poder prestar depoimento na delegacia, Alecio foi localizado em casa por um grupo que o levou para um matagal da cidade. O corpo do suspeito foi encontrado com marcas de tiro. A perícia identificou perfurações no rosto, tórax e perna da vítima.

De acordo com a polícia, após o crime, fotos de Alecio morto foram compartilhadas por aplicativos de mensagens e redes sociais.

Polícia investiga desaparecimento

Segundo a Polícia Civil, as autoridades investigam se um corpo encontrado carbonizado na quarta-feira (8) seria de Priscila. Pertences semelhantes ao da jovem foram encontrados no local. A mãe dela fará a coleta do material genético para um exame de DNA. O corpo carbonizado está no Instituto Médico Legal (IML). Ainda conforme o G1, nenhum responsável pela morte de Alecio e do sumiço de Priscila foram identificados.

https://istoe.com.br

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar