Maranhão em primeiro lugar no ranking de combate à covid-19 entre os 27 estados brasileiros

“Esses seguidos resultados positivos são fruto de um esforço diário de gestão e do trabalho de nossos profissionais da saúde” (Flávio Dino, governador do Maranhão)

“O primeiro lugar nesse ranking testifica que nossas medidas foram baseadas em evidências científicas e gestão estratégica”. (Carlos Lula, secretário de Estado da Saúde)

Só podemos dizer que desde o início foi um trabalho fabuloso o desenvolvido pelo governo do Maranhão no combate à pandemia de covid-19. O estado foi o primeiro a dispor de um hospital exclusivo para tratamento de vítimas do coronavírus, um dos primeiros a multiplicar o número de leitos de UTI destinados a pacientes com o vírus e talvez o único que logrou inaugurar 3 hospitais em apenas 2 semanas para enfrentar a doença.

Foi o Maranhão também o primeiro estado do país a decretar lockdown, num momento em que a maioria dos estados temia aplicar essa medida extrema.

Agora temos a notícia de que o Centro de Liderança Pública, organização com sede principal em São Paulo, dedicada ao desenvolvimento de líderes e que mede a eficácia da gestão e da melhoria da qualidade das políticas públicas, usando como ferramenta o Ranking de Competitividade dos Estados, coloca o Maranhão como o mais eficaz e transparente no combate à covid-19.

Abaixo a notícia ontem divulgada pela Agência de Notícias do governo do Maranhão:

As ações desenvolvidas pelo Governo do Maranhão garantiram ao estado o primeiro lugar no ‘Ranking Covid-19 dos Estados’, desenvolvido pelo Centro de Liderança Pública (CLP). O objetivo da análise é comparar a implementação de políticas públicas de enfrentamento à pandemia nas 27 unidades federativas.

Para o governador Flávio Dino, o bom desempenho do Maranhão se deve à soma de atitudes de diversos atores. “Esses seguidos resultados positivos são fruto de um esforço diário de gestão e do trabalho dos nossos profissionais da saúde. Continuamos o enfrentamento dos casos e já estamos preparando um novo planejamento para 2021, considerando a hipótese de a pandemia prosseguir e até eventualmente piorar, como lamentavelmente estamos vendo em alguns países da Europa”, disse em nota.

Atualmente, o Maranhão é o único estado com taxa de contágio menor do que 1 há mais de 110 dias, segundo Covid-19 Analytics. O cenário estável garantiu o retorno de diversos Programas como o Mais Cirurgias e a reabertura das atividades comerciais, além da retomada das obras e inaugurações de novos serviços de saúde.

“Estamos colhendo os frutos de muitos meses de luta. A experiência exitosa do Maranhão também é reconhecida pela Organização Pan-Americana da Saúde, que recentemente esteve conosco para conhecer de perto todos os investimentos realizados pela gestão estadual. O primeiro lugar neste ranking testifica que nossas medidas e investimentos foram baseados em evidência científica e gestão estratégica”, contou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O Ranking Covid-19 dos Estados avalia nove critérios: proporção de casos confirmados, evolução logarítmica de casos e porcentual de mortalidade da Covid-19 e de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG); as notas de transparência do combate ao coronavírus elaboradas pela Open Knowledge Brasil e dados de isolamento social do Google. Quanto maior a nota final, pior é o desempenho dos Estados no enfrentamento à pandemia. A nota do Maranhão neste último levantamento é 8,59. Com JM Cunha Santos

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar