Pastor evangélico é preso durante culto no Maranhão

O pastor Natanael Diogo Santos foi preso na noite da última terça-feira (10) durante um culto realizado ao ar livre em uma das ruas da cidade de Coroatá, município a 248 quilômetros da capital.

Segundo as primeiras informações, o culto estava sendo realizado nas proximidades do Fórum de Justiça da cidade, a juíza Anelise Nogueira Reginato teria pedido aos fiéis que diminuíssem o volume do som. A juíza teria prendido o pastor e mais uma fiel mesmo após o grupo ter diminuído o som. Horas depois o pastor Natanael Diogo e a irmã Rosa Maria Barros foram liberados. A ocorrência indignou fiéis e autoridades de todo o Maranhão

A senadora Eliziane Gama realizou pedido de processo disciplinar de afastamento da juíza Anelise Nogueira Reginato ao Conselho Nacional de Justiça.
Confira a publicação:

https://www.instagram.com/tv/CHdXjXjhnnd/?utm_source=ig_embed

A Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Estado do Maranhão – CEADEMA se manifestou por meio de nota afirmando que a juíza Anelise Nogueira Reginato agiu “de forma arbitrária e inconstitucional”. A convenção afirmou que está acompanhando o caso. Confira a nota completa a seguir:

https://www.instagram.com/p/CHc-XjdnL5D/?utm_source=ig_embed

O Governador Flávio Dino também se manifestou sobre o caso em sua rede social. Segundo Flávio Dino, a juíza Anelise Nogueira Reginato teria inventado uma cassação a candidatura do governador em 2018, sem que houvesse crime. O governador manifestou repúdio ao ocorrido ao pastor Natanael Diogo. Confira:

com https://www.ma10.com.br

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar