Mulher dá “show” de homofobia em padaria de São Paulo e agride jovem

A padaria Dona Deôla, no bairro da Pompéia, em São Paulo, foi palco de um ataque homofóbico na última sexta-feira (20). Nos vídeos, uma mulher identificada como Lidiane Biezok aparece gritando, batendo e jogando objetos em um jovem. Segundo funcionários, ela já chegou no local alterada, destratando funcionários e jogando objetos no chão.

“Eu não estou falando porra nenhuma. Isso aqui é uma padaria gay?”, diz Lidiane, quando um funcionário tenta acalmá-la. Quando Kelton e Boni, os dois jovens do vídeo, tentam intervir e impedir que Lidiane destratasse as pessoas que trabalhavam na padaria, ela se descontrolou. Nos stories do Instagram, Kelton desabafou, dizendo que mesmo com a presença da Polícia, a criminosa pode continuar no estabelecimento. “Ninguém faz nada. Ela já agrediu, desmoralizou, foi racista, transfóbica, homofóbica e ainda consegue entrar no estabelecimento. Ela não tá normal, ela não está respeitando ninguém aqui”, disse.

com https://istoe.com.br

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar