Fagner diz que se arrepende de ter apoiado Bolsonaro e detona o presidente; ‘ridículo’

O cantor de MPB, Raimundo Fagner Cândido Lopes ou apenas Fagner, se pronunciou recentemente em uma entrevista ao site do jornal “O Globo”, e revelou ser um ex-apoiador do presidente Bolsonaro.

A atuação do presidente Jair Bolsonaro, é ridícula”, início o cantor ao ser questionado sobre a postura do atual governo. Em seguida ele relatou que as palavras de Bolsonaro são loucas, e que as pessoas estão precisando ouvir coisa que trazem paz.

Logo após Fagner conta que o Bolsonaro não está governando o Brasil da forma certa, que muitos incluindo ele, quer uma melhora para o país onde vivem.

Fagner aproveita para responder sobre a oposição:

“Eu nunca fui petista, mas já votei em Lula. Eu já tive uma aproximação com ele, mas nos decepcionou”.

Fagner que chegou a gravar música em apoio a Bolsonaro e cantou o hino nacional no dia da posse, se declara arrependido e não aprova a maneira como o presidente conduz o país:

“Não aprovo a maneira como ele conduz o país. Parece que está em surto”, disse ainda o cantor. “Para quem coloca ‘votou em Bolsonaro’ no meu Instagram, quero dizer: votei para que tocasse o Brasil, não para falar besteira”.

Fagner revelou que no dia da vitória de Bolsonaro, nas eleições de 2018, chegou até ele e lhe disse: “Agora você é o presidente, tome conta do Brasil”. Chateado, ele lembra que o presidente nem olhou em sua cara.

O cantor por fim, disse que o presidente parece viver em constante ‘ surto’ e o chamou de ‘ridículo’ em referencia à sua atuação à frente do Brasil.

Fonte: O GLOBO

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar