Padrasto jogou bebê de 2 meses em igarapé, por ciúmes da mulher e raiva da criança

No início da noite desta terça-feira (15/12), o delegado titular do 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Vinicius de Melo, deu detalhes sobre o caso envolvendo uma criança, de 2 meses, que teria sido lançada em um igarapé, na zona Norte da capital, pelo próprio padrasto, um homem de 20 anos de idade.

O padrasto da menina foi preso e confessou o crime, que cometeu escondido, segundo a autoridade policial.

“De acordo com os elementos que extraímos da oitiva, nós visualizamos, de forma nítida, a confissão. O indivíduo estava na casa dele, quando a sua companheira chegou, por volta de 1h da manhã. Ele, em uma crise de ciúmes, somada a raiva que ele já tinha dessa criança, esses fatores desaguaram nessa conduta que ele teve, que possivelmente culminou nessa tragédia. Ele confessa que enrolou essa criança em um lençol e a jogou no igarapé.”, relatou o delegado.

Ainda segundo o delegado, ao ser detido, o homem estava em posse de entorpecentes, e foi autuado por tráfico de drogas. Ele deve participar de Audiência de Custódia.

Na tarde desta terça-feira, bombeiros fizeram buscas pela criança, mas sem êxito. As buscas pelo bebê podem ser retomadas na manhã desta quarta-feira (16), caso sejam solicitadas pela Polícia Civil.

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar