Professora não aceita namoro da filha e joga água quente no genro

O jovem Breno Santos Gonçalves, de 19 anos, sofreu graves queimaduras pelo corpo depois de levar um banho de água fervente na noite dessa quinta-feira (10) em José de Freitas. O jovem acusa a mãe da namorada dele de praticar o ato, que é uma professora identificada como Amparo Aquino. A mulher foi presa em flagrante pela Polícia Militar.

De acordo com a reportagem do site Revista Opinião, Breno foi até a casa da namorada após receber uma ligação da mãe dela, o chamando para ir ao local. Chegando na residência, que fica na avenida Governador Lucídio Portela, a professora teria arremessado água fervente propositalmente contra o jovem.

Segundo populares, Amparo não aceita o relacionamento do jovem com a filha dela. Depois de ser surpreendido com o banho de água fervente, Breno se deslocou rapidamente até o Hospital Municipal Nossa Senhora do Livramento, em José de Freitas.

Testemunhas relataram que o jovem chegou no hospital desesperado implorando por socorro. Imediatamente ele foi atendido e em seguida foi transferido para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) para tratar as queimaduras de 2º e 3º grau em várias partes do corpo, incluindo a parte íntima. 

A mãe de Breno,  Ana Cláudia conversou com o Revista Opinião. Ela disse que o filho foi atingido na  boca,  língua e toda região dos peitos e virilha. Ana Cláudia acredita que o crime foi premeditado com o objetivo de proibir o namoro entre os jovens. 

O Cabo Emilson, do 16° Batalhão da Polícia Militar, disse que a guarnição foi até a residência da acusada e em seguida a conduziu para a Central de Flagrantes em Teresina, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência e em seguida ela  liberada. A suspeita estava na companhia de um advogado.

O advogado da professora Amparo, Luiz Pereira, informou ao Blog “Repórter do Povão” que sua cliente chamou o jovem para ir até a casa dela para conversar sobre o namoro com sua filha. Durante a conversa, houve um desentendimento entre ambos, e a acusada se sentiu afrontada. Assim, ela pegou a água que estava no fogo para fazer a comida e jogou no rapaz. O caso será investigado pela Polícia Civil do município. G1

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar