Mulher vai até o portão e é baleada na cabeça pelo namorado em meio à ceia de Natal

Uma mulher, de 29 anos, morreu depois de ter sido baleada com um tiro na cabeça pelo namorado durante a ceia de Natal, na noite desta quinta-feira (24), no bairro Bom Jesus, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba. O suspeito, que estaria junto da irmã, fugiu.

O momento era de confraternização entre familiares e amigos, mas tudo se transformou em tragédia por volta das 22h. Segundo Marcelo, o cunhado da vítima, o criminoso participou da troca de presentes e do churrasco antes de cometer o crime.

“Estávamos fazendo a ceia e a toda a família estava reunida e feliz. O Xande [suspeito] decidiu ir para a casa da irmã dele, que fica próximo do local onde a gente ‘tava’, e quando voltou atirou nela”, relatou Marcelo à reportagem da Banda B instantes depois de fazer a liberação do corpo de Evelaine no Hospital do Rocio, na manhã deste sábado (26).

Na noite do crime, ao decidir ir à casa da irmã, o suspeito teria convidado toda a família para ir também. No entanto, algumas pessoas decidiram não ir, como Marcelo e a família dele. “O restante foi, voltou depois de alguns minutos e eu fui para casa”, disse.

Segundo relatou o cunhado da vítima, Xande estava diferente quando retornou ao local onde ocorria a ceia. “Me disseram que ele tinha chegado com a irmã na casa, estava transtornado e tinha uma fisionomia diferente”, afirmou Marcelo.

A esposa de Marcelo foi quem acompanhou o caso de perto e viu o feminicídio acontecer. “Minha esposa disse que ele chamou a Evelaine para conversar e os parentes pediram para que ela não fosse porque ele estava diferente, mas ela falou que não tinha problema”, disse o cunhado.

Alguns familiares, então, teriam saído junto para acompanhar a vítima. Neste momento, o criminoso teria pegado o celular de Evelaine, que foi atrás do namorado e do aparelho. “Ela se dirigiu ao portão para ir atrás dele e do celular. Alguns parentes seguiram junto e perceberam que ele estava com uma arma apontada para a cabeça dela”, explicou Marcelo.

Quando Xande percebeu a presença dos familiares da companheira, atirou. “Ele e a irmã correram para a casa dela”, disse o cunhado. Após isso, a esposa de Marcelo teria ido para casa avisar o marido: “Uma hora depois que cheguei em casa, minha esposa chegou chorando e disse que o Xande havia dado um tiro na cabeça da minha cunhada”.

Procura

A Polícia Civil, que investiga o crime, deve entrar com pedido de prisão preventiva contra o suspeito.

Relação

Marcelo mencionou que a relação entre a vítima e o suspeito parecia promissora. “Eles moravam juntos, parecia ser um casal que daria certo. Ele trabalhava e dizia querê-la bem”, alegou.

O cunhado não soube dizer se Xande possuía contato com drogas, mas afirmou que ele ingeria bebidas alcóolicas.

Socorro

A mulher foi socorrida pelo pai e levada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para receber os primeiros atendimentos. Na sequência, ela foi encaminhada ao Hospital do Rocio, em Campo Largo, onde passou por cirurgia e morreu nesta sexta-feira (25).

Vulnerabilidade

Conforme explicou Marcelo, a família de Evelaine é bastante humilde e agora a preocupação sobre como será o funeral dela os assombra. A vítima teria acabado de perder um filho de 7 anos, no dia 10 de dezembro deste ano. Ela deixa outros dois filhos.

Durante entrevista, o cunhado pediu ajuda e doações para que o corpo de Evelaine seja enterrado, pois sequer o dinheiro para comprar caixão a família tem. com https://www.bandab.com.br

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar