Motorista pode ter sido assassinado por se envolver com ex-mulher de presidiário

Um homem identificado como Dailson Sandro da Silva, de 28 anos, foi morto a tiros no rosto enquanto voltava para casa. A vítima trabalhava como motorista de aplicativo, o crime ocorreu na última quarta-feira (30) na Rua do Muro, no bairro São Raimundo, na capital maranhense.

Segundo a polícia, Dailson foi surpreendido por suspeitos em duas motocicletas ao voltar para casa enquanto dirigia. Ainda de acordo com informações policiais, o crime pode ter acontecido devido uma relação da vítima com a ex-mulher de um presidiário, podendo se configurar como crime passional.

Os suspeitos fugiram do local após efetuar quatro disparos contra o motorista, cujo dois tiros atingiram a região do rosto. Ao ser alvejado, o condutor perdeu o controle do automóvel que acabou batendo em uma calçada.

De acordo com o delegado Murilo Tavares, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa – SHPP, os levantamentos iniciais apontam que a profissão da vítima não tem relação com o assassinato, e sim uma possível relação entre Dailson e a ex-mulher de uma presidiário, além disso, a vítima não tinha passagens pela polícia.

“Esse preso estava ameaçando a mulher. Tudo leva a crer que o fato tenha relação com isso, e nossa primeira linha de investigação é essa. Já conseguimos informações a respeito dela e dele, mas ninguém foi preso ainda”, contou o delegado.

Por walber Oliveira/o imparcial

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar