Escola expulsa aluna por causa do tamanho de sua saia e ameaça processar seus pais

Uma adolescente de 12 anos de idade passou por apuros após ser mandada de volta para casa por conta do tamanho de sua saia.

A direção da escola advertiu e ameaçou entrar com medida judicial contra a família da estudante, isso porque a aluna faltava as aulas mas não modificava o cumprimento de sua veste.

O caso aconteceu no Reino Unido, na escola Uxbridge, no Reino Unido, e todo o problema foi gerado porque a saia que ela veste é considerada muito maior do que a medida determinada pelo regimento interno do colégio, que segundo a direção deve ser mantido o padrão.

De acordo com informações, a estudante é muçulmana, e por conta dos princípios de sua religião se recusou a usar a saia mais curta e acabou sendo mandada de volta para casa durante todos os dias de aula no mês de dezembro.

Em entrevista Sham desabafou e disse:

“Isso me faz sentir excluída, porque não posso ver meus amigos. Eles não estão me aceitando por causa da minha religião e isso está errado. Eu me sinto confusa e irritada por não poder usar o que quero pela minha religião. Espero que eles mudem suas regras para que meninas como eu usem saias na escola”.

Enquanto o caso tramita na justiça, Sham estuda em casa em razão das aulas online terem sido retomadas diante do avanço da pandemia da Covid-19 na região.

Em nota, representantes de entidades islâmicas repudiam a reação do colégio. Nas redes sociais, Idris Hamud, de 55 anos, pai da estudante desabafou e disse:

“A escola está ameaçando entrar com uma ação judicial contra mim, mas não a estou forçando a usar uma saia mais longa, é sua fé e sua decisão a tomar. Ela costumava adorar ir à escola, mas agora ela vai para a escola chorando por causa disso, é de partir o coração.”

Estudante é proibida de ir para escola por saia muito comprida

Fonte: Extra

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar