Bolsonaro diz que fez ‘mais do que é obrigado’ sobre colapso em Manaus

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (27) que o governo federal já foi além do que é obrigado a fazer para resolver crise no sistema de saúde Amazonas devido à pandemia do novo coronavírus.

“A questão lá de saúde, nós demos dinheiro, recursos e meios. Não fomos oficiados por ninguém do Estado na questão do oxigênio. Foi naquela… uma sexta-feira, a White Martins (empresa responsável pelo fornecimento de oxigênio aos hospitais de Manaus).

Na segunda-feira, tava lá o ministro (Eduardo Pazuello). Atualmente tá equalizada a questão do oxigênio lá. Agora lá no Estado tem que ter gente pra prever quando vai faltar uma coisa ou não pra tomar providência. Nós aqui fomos além daquilo que nós somos obrigados a fazer”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro afirmou, ainda, que o governo enviou seis carretas com cilindros de oxigênio pela BR-319 e que a Aeronáutica ‘entrou de sola’ para resolver o problema. Ao ser questionado, por um apoiador que disse ser do Amazonas, sobre uma possível interdição federal na saúde do Estado, o presidente disse que não tomaria essa iniciativa.

“Não, não, não, eu não vou tomar iniciativa. Primeiro o governo do estado tem que nos comunicar nesse sentido, pedindo. A gente analisa e vê se intervém ou não”, declarou. Com portal do Holanda

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar