Diarista que animava plateia de Faustão luta para comprar casa própria

Nos últimos 32 anos, Maria José Gomes se tornou figura carimbada nas tardes de domingo da TV Globo. Isso porque a diarista ficou conhecida como a Mary Jackson, animadora da plateia de Fausto Silva. Função que a carioca exercia por um cachê de R$ 110, por participação.

Em entrevista ao Extra, Mary garante que nunca pensou na remuneração. “Não ia só pelo dinheiro. A gente também tem que fazer as coisas com amor. Através do programa, meu sonho de trabalhar na televisão foi realizado. O Faustão é uma pessoa maravilhosa. Através dele, o Brasil inteiro me conhece, porque ele conhece a humildade das pessoas. Não tenho do que me queixar, só agradecer muito a Deus pela ajuda que ele me deu me dando a oportunidade de imitar o Michael Jackson”, diz.

A saída repentina de Faustão da atração global mexeu muito com Mary Jackson. “Entrei em choque e até cheguei a chorar. Nem tive tempo de me despedir. Gostaria de reencontrar o Faustão, dar um abraço e dizer o quanto eu gosto dele”, afirma.

Aos 59 anos, a animadora se sustenta com uma renda de cerca de R$ 1.600 que ganha como diarista. Solteira e sem filhos, ela vive sozinha numa casa simples em Curicica, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e espera convites para fazer eventos, principalmente para crianças. “Quero continuar trabalhando para ter minha casa própria um dia”, sonha.

com https://www.metropoles.com

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar