Em crise, Globo vende sede por R$ 522 milhões em SP

A Globo fechou o primeiro semestre de 2021 com um prejuízo de R$ 144 milhões. O número representa uma piora de 122% em relação a 2020, quando a empresa teve um prejuízo de R$ 51 milhões no mesmo período. O resultado negativo chama atenção, uma vez que desde 2019 a empresa tem realizado diversas demissões de artistas consagrados, que eram considerados intocáveis, na emissora. 

Agora, a Globo resolveu vender, por R$ 522 milhões, cem por cento da sede da emissora em São Paulo. A aquisição foi feita por um fundo imobiliário da Vinci Partners. O espaço possui cerca de 39 mil m² de área bruta locável, 56 mil m² de área construída e se encontra em um terreno com mais de 43 mil m².

A transação foi no modelo “sale & leaseback”, isso significa que o canal dos Marinhos vendeu o imóvel e o alugou de volta. A novo dono do imóvel publicou na sexta-feira (17/12), que o contrato de aluguel com a Globo é de 15 anos, podendo ser renovado por mais 15.

O valor de locação inicial de R$ 84,67/m² corrigido anualmente pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

“A aquisição é extremamente estratégica para o Fundo, elevando o percentual de contratos atípicos para 69%, gerando uma maior estabilidade e previsibilidade sobre as receitas do Fundo, além de elevar a exposição regional à cidade de São Paulo para 71%.”

A receita operacional líquida gerada pelo ativo nos próximos 12 meses é esperada em cerca de R$ 39,7 milhões. com DOL

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.