Empresa contrata funcionário e volta atrás ao descobrir que ele é trans; veja mensagens


Desempregado, um homem trans Eduardo Príncipe Rocha começaria, nesta segunda-feira (12/07), no seu primeiro dia de emprego, mas o pernambucano, aprovado no processo seletivo na última semana, foi surpreendido nesse domingo (11/07), um dia antes de começar no trabalho em Petrolina/PE. As informações são do Bhaz.

O empregador enviou uma mensagem a Eduardo e explicou que voltou atrás na decisão após descobrir que Eduardo era transexual.

O empregador alega que a empresa já está com todas as “cotas de pessoas diferentes” completas. “Vamos dar uma última forma nas conversas que tivemos. De minha parte, não segui o roteiro correto das entrevistas e não o identifiquei na primeira hora. 99% do meu quadro é composto por mulheres. Meu objetivo com essa vaga é contratar um monitor, consequentemente do sexo masculino. Minha cota de pessoas diferentes já está atendida e completa com o que demonstro não ter preconceito”, afirma.

O empregador diz a Eduardo que ele não poderia mais preencher a posição e reforça a justificativa de que a vaga seria “para o sexo masculino”. “Somente vim saber de sua condição muito depois. Nada contra. Mas a vaga é para o sexo masculino. Agradeço sua atenção”, finaliza.

Eduardo anunciou, nesta segunda-feira, que irá procurar as medidas legais cabíveis. Para o advogado de defesa, o empregador cometeu o crime de transfobia.

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar