Enfermeiro é preso por cultivar maconha dentro de apartamento em São Luís

Um enfermeiro, de 40 anos, foi preso, na manhã desta quinta-feira (15), no bairro Recanto do Vinhais, em São Luís, ao ser flagrado em sua casa na posse de uma plantação de maconha skank (também conhecida como supermaconha e skunk) e uma estufa para cultivo da droga. A prisão foi feita por policiais da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc).

Após denúncias recebidas através de WhatsApp, dando conta de que do apartamento do suspeito estava exalando forte odor de substâncias entorpecentes, investigadores da Senarc diligenciaram até o local. Em um dos quartos, foram encontrados pés da planta dentro de uma estufa, além de outros objetos que eram utilizados no plantio, cultivo e melhoramento da droga.

O suspeito foi encaminhado à sede da Senarc, onde relatou ser usuário de maconha há mais de 25 anos, e que cultivava a droga para não ter que frequentar bocas de fumo.

Diante das circunstâncias, ficou evidenciado que o cultivo era para consumo próprio, motivo pelo qual foi lavrado um termo circunstanciado em desfavor do suspeito pela prática do crime inserto no artigo 28, §1º, da lei de drogas.

Art. 28 da Lei 11343/2006: Quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar será submetido às seguintes penas: I – advertência sobre os efeitos das drogas; II – prestação de serviços à comunidade; III – medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo”.

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar