Golpistas estão nos grupos de Whatsapp para fisgar vítimas

A proposta parece ser tentadora:  já pensou investir  R$ 200 para ganhar R$ 2.500?  ou melhor: que tal investir  R$ 1.000 para ganhar R$ 10.000 em 24h? Para muita gente, isso já tem cara de fraude, mas golpistas têm se infiltrado em grupos de Whatsapp e se passando por corretores de criptomoedas para aplicar golpes em Teresina.

Eles agem em grupos com muitos participantes, nos quais é possível entrar a partir de links.  Administradores  de grupos famosos da capital estão tentando identificar os golpistas para tentar coibir a presença deles no ambiente virtual. 

Pelo menos nove suspeitos já foram descobertos infiltrados dentro dos grupos. “São pessoas que estão em vários grupos de Whatsapp oferecendo facilidades tentadoras que, na verdade, são golpes para pegar os dados bancários das vítimas e, infelizmente tem gente que cai”, destaca Aderi, membro de grupos de Whatsapp populares em Teresina.

O golpe, apesar de recente em Teresina, já é conhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).  A entidade divulgou uma pesquisa, ainda em 2020, na qual ouviu cerca de mil pessoas que  fizeram consultas à autarquia sobre fraudes e constatou que 178 delas efetivamente caíram em algum golpe.

Golpistas se infiltram em grupos de Whatsapp para atrair vítimas 

WHATSAPP 

Entre as pessoas que foram vítimas, 43,3% afirmaram que o mercado citado no golpe foi o de criptoativos. O WhatsApp foi apontado por 27,5% delas como o meio de divulgação da fraude. Em 29,8% dos casos, o suposto vendedor era um estranho.  Depois do WhatsApp, os principais meios de abordagem foram pessoalmente (19%), por e-mail (12%) e por ligação telefônica (12%). com https://www.meionorte.com/

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar