Homem que matou mulher no Coroado é solto pela Justiça em menos de 24 horas

O homem identificado como Claudionor Cantanhede, que matou Maysa Silva Santos, foi posto em liberdade pela Justiça em menos de 24 horas após ter sido preso em flagrante, em São Luís.

O crime ocorreu dentro dentro do Bar Altas Horas, na Rua Projetada, no bairro do Coroado, na noite do último domingo (23).

Segundo o Poder Judiciário, Claudionor Cantanhede nunca tinha sido preso em flagrante, sendo tecnicamente primário e não possui condenação transitando em julgado a seu desfavor.

Mediante a essas circunstâncias, foi concedido a liberdade provisória em favor do acusado, na segunda-feira (24).

A decisão judicial determina ainda que o acusado deve comparecer em juízo, a cada dois meses; proibido de acesso a casas noturnas e bares como ainda está proibido de sair de casa durante o período da noite e ausentar do Estado sem a prévia autorização judicial.

Prisão

Claudionor Cantanhede foi preso em flagrante após matar Maysa Silva Santos, sendo apresentado na sede da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar.

De acordo com a polícia, ele estava ingerindo bebida alcoólica na companhia de uma mulher, nome não revelado.

Em um determinado momento, o casal começou a brigar. Durante a confusão, a mulher foi agredida com socos e pontapés. Maysa Santos, ao passar pelo local, tentou impedir as agressões, mas, acabou sendo golpeada no braço e no peito por Claudionor Cantanhede. Ela foi levada para o Socorrão I, no Centro, onde morreu.

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.