Indígena faz esposa de refém e acaba morto pela polícia

Policiais de Mato Grosso e do Tocantins realizaram uma operação na aldeia Santa Isabel, na Ilha do Bananal, na cidade de Lagoa da Confusão (TO), nessa quinta-feira (16/09), em que um indígena identificado como Lourenço Rosemar Filho de Mello acabou morto após fazer sua própria esposa refém para tentar evitar sua prisão. As informações são do G1

A operação tinha a intenção de cumprir mandados de prisão contra Lourenço por tráfico de drogas, homicídio, estupro, roubo, violência doméstica e receptação.

Ao ser informado sobre a chegada dos policiais dos dois Estados, porém, o indígena saiu de casa com uma arma apontada para a cabeça da própria esposa.

Os policiais, então, tentaram negociar a soltura da refém, mas Lourenço não se rendia.

“Durante a ação o sujeito ficou cada vez mais agressivo e continuou com arma apontada para a cabeça da refém. Para resguardar a vida da vítima, e diante da não rendição do suspeito, foi necessário efetuar disparos”, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP) ao G1TO.

Depois de ser baleado, o indígena foi colocado na carroceria de um veículo da polícia (a cena foi gravada em vídeo).

A Polícia afirmou ao G1 que ele foi encaminhado para um hospital de São Félix do Araguaia (1.155 km de Cuiabá), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Um familiar do indígena, no entanto, afirma que ele já foi colocado no carro da polícia sem vida.

A Polícia Civil informou, ainda, que apreendeu com Lourenço uma pistola calibre 38 e um carregador de balas extra. Além disso, teria sido encontrado R$ 9 mil em espécie nos bolsos do indígena. Todo material foi levado para São Félix do Araguaia. G1

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar