Influenciadora Layla da Fonseca tenta suicídio e é hospitalizada

A influenciadora Layla da Fonseca foi hospitalizada após uma tentativa de suicídio. Ontem, a criadora de conteúdo, que sofre de ansiedade, publicou um relato sobre o acontecimento e tranquilizou os seguidores, afirmando que já está em casa e se recuperando.

“Sabe quando você tem uma atitude e, simplesmente, no minuto seguinte se arrepende? Tenho ansiedade e nos últimos anos, estou aprendendo a olhar o copo meio cheio, largar os pesos imaginários e a entender que momentos difíceis vão existir. Na segunda-feira, o desespero bateu em cheio, e sem pensar, queria acabar com a dor, mas no momento seguinte lembrei que algo só acaba quando Deus quer!”, escreveu Layla, em um post para seus 320 mil seguidores.

“Me encaminharam pro hospital, e acreditem, não sentia nada, conversava com todos normalmente, fiz uma série de tratamentos e, mais tarde, subi para o CTI. Recebi diversos médicos, conversei e, de quebra, falei da vida, era a mesma Layla de sempre. Tive muito apoio de enfermeiros, técnicos, psicólogas, nutricionista, fisioterapeutas e de alguns médicos”, continuou.

Apesar disso, ela ainda relatou experiências desagradáveis que teve que enfrentar no hospital: “Depois de 34h sem dormir pela ansiedade, e sem meu remédio para controlar, queria ouvir, ao menos, a voz dos meus pais e com a cabeça a mil, não descansava por nada. Infelizmente, um psiquiatra sem a menor paciência de me ouvir, me medicou e não me fez bem. Com a sala dos médicos perto do meu quarto, ouvia de tudo, até coisas ao meu respeito, que eram inapropriadas e até mesmo maldosas”.

“A situação era delicada, sozinha e sem poder nem ao menos sair da cama pelos protocolos, me abalei completamente, fui me abatendo e o otimismo do início se foi e só conseguia chorar, com isso meus sinais vitais não se estabilizavam”, contou. Mas conseguiu reverter a situação: “Como Deus é perfeito, enviou um anjo, um médico de outra unidade surgiu do nada e veio conversar comigo, expliquei tudo e depois de muito chorar, imediatamente administrou uma medicação que já faço uso para a ansiedade e chamou meus pais”.

“Com meus exames normais desde o princípio, resolvi voltar pra casa, mesmo antes do tempo. Não conseguia ficar mais ali, por estar completamente abalada e não ter por perto nada que me ajudasse e acalmasse. Já em casa, estou tentando melhorar, sei que sou forte, tenho Deus e minha família! Com o tempo vai sumir o medo que está no meu coração, o sentimento de impotência e toda a tristeza. Tenho a certeza que logo estarei ainda mais forte!”, declarou, antes de reforçar que não se constrange pelo relato honesto. “Divido minha vida com vocês, sem qualquer vergonha, vou dando notícias, na medida do possível, e voltando aos poucos”.

com INFOBR

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.