Modelo é agredida após se recusar a fazer sexo sem preservativo

A modelo transsexual Luanny Soares, de 26 anos, foi agredida por um homem após uma festa no fim de semana, em Aracaju. Segundo a vítima a gressão ocorreu após ela se recusar a fazer sexo com ele sem preservativo.

Em uma rede social, a vítima relatou que estava com o suspeito e outras pessoas no evento, e no momento em que aguardava por um motorista de aplicativo, o rapaz teria pedido carona, e ao chegar em sua residência, pedido para dormir no local. Momentos depois ocorreu a tentativa de estupro.

“Pós-show, na espera do uber, um menino se aproximou pedindo carona, transpassava ser uma pessoa do bem. Ao decorrer da festa estava próximo a mim e interagindo com as pessoas do meu convívio. Ao chegar no destino final minha casa, eu, ele e outros ficamos conversando e logo os demais foram embora. O mesmo pediu para dormir comigo e quando acordasse iria para casa, segundo ele é residente da cidade de Estância. O clima esquentou e fomos ao ato, mais eu não esperava a reação de insatisfação dele ao eu querer sexo com preservativo”, afirma.

Ainda segundo a vítima, o rapaz teria tentado persuadi-la a fazer sexo sem o preservativo, e após ela se recusar, o homem iniciou as agressões. “Disse que era bobagem e queria que fosse sem. Eu chocada com o abuso pedir que ele se retirasse da minha casa, frustrado ele partiu para agressão”

Ainda de acordo com a mulher, as agressões duraram cerca de 30 minutos. Após ouvirem os gritos de socorro da vítima, vizinhos acionaram à polícia. Todos foram encaminhados para a Delegacia.

A vítima procurou na segunda feira (17), o Instituto Médico Legal (IML) em Aracaju para fazer o exame de corpo delito. com Bnews

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.