Mulher de 19 anos mata catador de latinhas a martelada e compartilha vídeo do crime no grupo da família

 Um crime macabro com requintes de crueldade chocou a população da cidade de Primavera do Leste, localizada no interior do estado do Mato Grosso, a cerca de 350 km da capital Cuiabá.

Uma mulher de 19 anos matou um catador de latinhas identificado como Amarildo Roberto da Silva, de 50 anos. O homem foi assassinado com golpes de martelo, facadas e tesouradas.

A brutalidade do crime já chamaria a atenção, contudo, a mulher foi ainda mais longe, ela gravou o assassinato e enviou o vídeo no grupo da sua família.

O crime aconteceu no último dia 28 de abril, e a mulher foi presa na última sexta-feira (29). Para a polícia ela contou que executou o catador de latinhas porque “tinha uma vontade de querer matar”.

Rodolfo Bandeira, delegado responsável pelas investigações sobre o caso disse que em depoimento a mulher que não teve o nome divulgado, relatou que havia brigado com a mãe e resolveu sair de casa para comer um espetinho.

Ao chegar no local o catador de latinha teria se aproximado e perguntado se ela poderia lhe pagar uma cerveja, a mulher teria dado a bebida a ele e em seguida o convidado para um encontro em sua casa.

Quando chegou em casa acompanhada de Amarildo ela teria aproveitado um momento de descuido dele para atacá-lo. Ainda segundo o delegado a vítima e a mulher não possuem nenhum vínculo familiar.

No vídeo encaminhado para o grupo familiar da jovem autora do crime, ela mostra o homem sem vida completamente desfigurado completamente coberto de sangue e afirma: “É uma das vítima (sic) minha.”

“Nos espanta a brutalidade com que ela cometeu o crime e a frieza dela narrando. Segundo o que ela nos repassou, ela não tinha qualquer vínculo com a vítima. Ela disse que conhecia ele da região, mas que só tinha vontade de matar”, disse o delegado.Via: metropoles.com

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.