Mulher é enterrada pelo namorado e depois de 4 dias sai viva

Parece roteiro de um filme de Quentin Tarantino, mas a história é real e exemplo cru da violência machista no Brasil: Valdenice Alves de Novais foi enterrada viva pelo companheiro e encontrada pela polícia quatro dias depois com vida.

O caso aconteceu na cidade de Barro Preto, Sul da Bahia, e Valdenice foi encontrada pela polícia na última quinta-feira (9) após os investigadores localizarem o suspeito, que confessou o crime e, posteriormente, revelou o local onde havia enterrado a companheira.



Ciúme, vingança e punição

Em depoimento, o suspeito afirmou que a tentativa de assassinato foi por ciúme, pois, segundo o homem, Valdenice queria estar “com outro” homem e, por casa disso, resolveu “puni-la”.

À polícia ele revelou detalhes do crime: o homem afirmou que empurrou a mulher durante uma discussão, no último domingo, e que ela caiu, bateu cabeça e ficou desacordada.

Ao O Globo o delegado Evy Paternostro declarou que o homem “sabia que a mulher estava viva e fez isso como castigo, pois estava com ciúmes e queria punir a companheira”.



Estado de choque

Após o homem revelar a localização do lugar onde havia enterrado Valdenice, a polícia a localizou e a encontrou amarrada, desidratada, com sinais de confusão mental e com marcas de uma pancada forte na cabeça.

Em seguida, Valdenice foi levada ao hospital da região e liberada. Porém, a família dela afirma que ela está em estado de choque e que “fica apenas parada olhando para os familiares. O homem foi preso.

A suspeita da família surgiu quando Valdenice, no último dia 29 de novembro, parou de responder as mensagens.

A família de Valdenice sabia que ela estava com o companheiro, pois, ela havia avisado que ia passar uma semana com ele. com R7

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.