Mulher é presa ao cortar o pênis do marido após 10 anos sem sexo

Uma mulher foi presa suspeita de cortar o pênis de seu marido, furiosa por não manterem relações sexuais há 10 anos. Rita Yadav, de 28 anos, teria cortado o órgão genital esposo, Ved Prakash, 31, na casa do casal em Pradesh, no norte da Índia. 


Rita acreditava que ele estava tendo um caso.

“Ele costumava me dizer que me odiava. Costumávamos lutar diariamente e ele me disse que odiava olhar para o meu rosto. Ele sempre ameaçou ter um caso e eu estava desesperada para ter filhos. Eu costumava implorar a ele, mas ele disse que faria amor com outra pessoa. Eu não aguentava mais”, afirmou ela ao Metro UK.

A ação drástica tomada por Yadav ocorreu quando seu marido, motorista de táxi, voltou para casa após o turno da noite. Ele foi direto para o chuveiro e ela teria o atacado ao sair.

Rita supostamente o atingiu na cabeça com um amolador de pedra e ele caiu inconsciente. A polícia diz que ela usou uma faca de cozinha para cortar seu pênis.

Acredita-se que Yadav trancou seu marido ferido no banheiro antes de se entregar à delegacia de polícia local. Seu marido recuperou a consciência após 30 minutos e ligou para o amigo, que imediatamente o levou ao Hospital Jaypee.

 “Ela veio até nós e nos contou o que tinha feito e gravamos seu depoimento. Ela alegou que eles tinham brigas regulares e o acusou de ter um caso extraconjugal. Ela confessou que o atacou e cortou seus órgãos genitais com raiva”, afirmou o inspetor Jai Prakash Chaubey. 

O Dr. Saurabh Gupta, um cirurgião do Jaypee Hospital, afirmou que o homem estava em estado crítico quando chegou ao hospital.

“Seu pênis estava quase totalmente desprendido da base e ele havia perdido muito sangue. O órgão cortado com uma faca afiada e o corte tinha quase dez centímetros de profundidade. Operamos imediatamente e conseguimos salvar sua vida e o órgão com uma reimplantação.”, contou o médico. 

Os médicos recolocaram o pênis em uma operação de cinco horas.


Fonte: ricmais 

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar