Mulher vira janta de gatos de estimação após morrer

O corpo de uma mulher teve um fim aterrorizante após a morte. Isso porque ele foi devorado parcialmente pelos 20 gatos de estimação que ela cuidava em vida. Quem viu a cena chocante foi a polícia, que encontrou seu corpo cerca de duas semanas após a morte, em sua casa.

Esse caso aconteceu em Bataysk, na Rússia, mas as autoridades não revelaram a identidade e nem a idade da vítima. Foi um de seus subordinados em uma empresa que ligou para a polícia, porque não conseguia falar com a vítima havia alguns dias.

Desse modo, um especialista, que ficou responsável por cuidar dos gatos, a maioria deles da raça maine coon, disse: “os gatos foram deixados sozinhos por duas semanas e não havia comida. Então, o que mais comer?”. Essa raça é a maior de gatos domésticos do mundo.

“É compreensível, né? Eles comeram o que tinha”, completou o especialista em entrevista à agência de conteúdo Newsflash. Assim, a maior parte dos gatos foi descrita com estado de saúde boa e alguns até foram vendidos por cerca de R$ 180 (1.968 rublos), o que mostra que as pessoas não se importam em ter um animal que já comeu carne humana dando lambidas em sua mão. Porém, não se sabe se os compradores sabem o que o estômago dos felinos já digeriu.

Quem tem um gato sabe que são animais um pouco imprevisíveis, rendendo boas histórias. Veja alguns relatos.

Despertador

“Eu tinha um gato uma vez que me acordava todas as manhãs apenas um minuto ou dois antes do meu alarme tocar, batendo na minha boca com a pata. Não tão duro, mas também não tão gentil, com suas garras estendidas um pouquinho. ‘Ei, hora do café da manhã, amigo.’ Meu próximo gato, comecei a alimentar à noite.” disse Josh Fruhlinger, escritor e editor de Comics Curmudgeon.

Amante de podcast

“Nosso gato começa a uivar super cedo todas as manhãs, em busca do café da manhã. Certa manhã, acordamos às 5h30 não com o som dele miando, mas com alguém contando uma história. Extremamente alto. Na nossa sala.”

“Acontece que ele atravessou meu laptop, ligou um podcast do Moth e aumentou o volume ao máximo. Ficamos irritados, mas também meio que divertidos – até a manhã seguinte, quando ele fez exatamente a mesma coisa. Agora eu fecho meu laptop antes de ir para a cama”, relatou Lauren Kelly, editora de política online da Rolling Stone.

Sede de banho

“Meu gato, Liberty, lambe o chuveiro depois que eu saio de manhã – tipo, pula na banheira e a limpa. Ela faz isso quase todas as manhãs. Não posso dissuadi-la”, revelou Michelle Dean, escritora e editora.

Dieta nojenta

“Um dos meus gatos come cera de ouvido. Ela irá capturar um fone de ouvido e lambê-lo até ficar limpo. Ela vai até tentar lamber dos meus ouvidos. É um hábito realmente bizarro”, contou David Plotz, CEO de Atlas Obscura.

Água com gosto de pata de gato

“O meu gato Velcro (chamado assim porque costumava cravar as garras em mim quando era gatinho) tem o hábito engraçado de enfiar as patas na água das pessoas quando elas saem da mesa. No Natal passado, saí para atender uma ligação e minha mãe o pegou em flagrante. Tão sorrateiro!”.

“Mas nem sempre saberíamos se nossa água estava… contaminada por gatos, por assim dizer. Eventualmente, tivemos que recorrer a colocar porta-copos em cima de nossos copos se nos aventuramos longe de nossas bebidas”, disse Sarah Grieco.

Rancor felino

“Minha gata estava na garagem enquanto meu padrasto estava preparando os carros para o inverno, então estávamos preocupados que ela ficou com fluidos automotivos nela.”

“Dei-lhe um banho e, não surpreendentemente, ela estava tão brava. Horas depois, ainda úmida, ela veio e sentou no meu colo, e eu pensei que ela tinha me perdoado. Não – ela fez xixi em mim”, relembra Rachel Perrone, diretora de comunicação de RH Reality Check.

Fonte: R7 

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.