Oficial do Exército é preso por abuso de menores

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro), deflagrou, na manhã desta sexta-feira (24/7), a segunda fase da Operação Infância Violada, que tem como alvo o combate à pedofilia na capital federal. Cinco pessoas foram presas, acusadas de armazenar conteúdos pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Segundo o Metrópoles apurou, entre os detidos estão um oficial do Exército e um servidor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).



Foram cumpridos, ao todo, nove mandados de busca e apreensão, com cinco flagrantes, ocorridos na Asa Norte, na Vila Planalto, em Águas Claras, no Gama e em Santa Maria. A ação não tem relação com a prisão do pedófilo do DF detido nessa quarta-feira (22/7), no Maranhão.



Um dos mandados expedidos tem como alvo um militar, oficial do Exército Brasileiro, morador da Asa Norte. Ele é suspeito de armazenar e compartilhar vídeos e fotos de crianças em situação de vulnerabilidade sexual. Outro agente público seria servidor do CNJ. Este, é acusado de fazer downloads de conteúdos semelhantes, mas não repassava adiante.

O Metrópoles entrou em contato com o Exército e com o CNJ, mas até a última atualização desta reportagem, nenhuma das entidades havia se posicionado sobre as prisões.Por Metrópoles

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.