Pastor é preso acusado de homofobia por dizer que Deus criou ‘apenas 2 sexos’

Um veterano pregador do Evangelho foi preso na capital inglesa por falar sobre a criação do homem e da mulher por Deus. Pessoas que ouviram sua mensagem o denunciaram à Polícia londrina, que o levou algemado.

O pastor John Sherwood, 71 anos, integra a igreja Pilgrim Tabernacle e foi às ruas de Londres na última sexta-feira, 23 de abril, para anunciar a mensagem do Evangelho em uma iniciativa cada vez menos tolerada na capital inglesa.

Ele parou em frente à entrada da estação de Metrô Uxbridge e passou a pregar. Em certo momento, as pessoas passaram a acusa-lo de homofobia, segundo nota enviada pela Polícia ao portal Premier Christian.

Um pastor brasileiro, identificado como Jonathan Bragatto, relatou que tudo começou porque o pregador “ousou falar em sua pregação de rua que Deus criou apenas dois sexos, macho e fêmea, homem e mulher”, conforme informações do portal Guia-me.

Um vídeo publicado por outro pastor, Pooyan Mehrshahi, mostra que Sherwood protestou contra os policiais que efetuaram sua prisão e o levaram algemado.

“Às 13h35 na sexta-feira, 23 de abril, policiais em patrulha foram sinalizados por um cidadão que os alertou sobre um homem supostamente fazendo comentários homofóbicos perto de Estação de metrô Uxbridge”, disse um porta-voz da Polícia Metropolitana.

“Os policiais falaram com o homem de 71 anos e ele foi posteriormente preso sob a suspeita de um crime sob a Seção 5 da Lei de Ordem Pública”, acrescentou o comunicado.

A Polícia Metropolitana informou ainda que ele foi levado à delegacia onde foi posteriormente libertado sem acusação, mas um registro do caso foi encaminhado ao Crown Prosecution Service (espécie de Ministério Público britânico), o que significa que outras ações podem ser tomadas posteriormente.

com https://noticias.gospelmais.com.br/

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar