Trabalhador morre asfixiado dentro de silo em fábrica de ração do Frango Americano

O homem identificado como Tiago Gomes, de 36 anos, trabalhador da empresa Frango Americano, em Vargem Grande, morreu asfixiado em um dos silos que armazenava soja usada na produção de ração.

A morte foi registrada na manhã desta segunda-feira (06) na fábrica de ração da empresa, às margens da MA-020.

De acordo com informações dos Bombeiros Militares do 11º Batalhão, sediado em Itapecuru-Mirim, o trabalhador morreu por asfixia enquanto manuseava ração de soja em um silo.

Eles relataram também que o trabalhador não utilizava nenhum equipamento de proteção individual, como bota, cinto tipo paraquedista, talabarte (dispositivo conectado ao cinturão que prende o trabalhador a um ponto de ancoragem para retenção de queda ou de posicionamento).

Além disso, não existia ‘linha de vida’ para ele realizar ancoragem durante a atividade. Nenhum representante legal da empresa estava no local.

Após intenso trabalho de resgate, que durou algumas horas, os bombeiros conseguiram retirar o corpo, que foi transportado para o necrotério do hospital municipal Benito Mussoline.

O Frango Americano não possui o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros.

Leave a Reply

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.